Notícias

Prêmio Empreendedor Social recebe inscrições até 17 de maio

Exame.com | PME - 11/05/2015
11 Mai 2015

Por Exame.com | PME

Por Fernanda Santos, do Startupi

São Paulo - Criadores de projetos inovadores em áreas como saúde, educação e meio ambiente, com mais de três anos de atuação e comprovado impacto nas comunidades, têm a oportunidade de concorrer ao maior e mais importante prêmio de empreendedorismo social da América Latina.

A 11ª edição do Prêmio Empreendedor Social está com inscrições abertas até 17 de maio, pelo site da campanha.

O concurso é promovido no Brasil pela Folha de S. Paulo, em parceria com a Fundação Schwab – correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos e idealizadora da premiação no mundo.

Os líderes sociais que ainda estão iniciando sua caminhada também têm a chance de concorrer ao 7º Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, dedicado a candidatos com até 35 anos e que comandam iniciativas com 1 a 3 anos de atuação.

Essa premiação foi criada pela Folha em 2009 e adota os mesmos parâmetros da Schwab para avaliar e contemplar propostas inovadoras que ainda precisam de visibilidade e de capacitação para aumentar sua atuação e influência. As inscrições também são feitas pelo site até 17 de maio.

Ambos os prêmios têm o patrocínio da CNI (Confederação Nacional da Indústria) e contam com parceria estratégica do UOL, Fundação Dom Cabral e ESPM, além de outros 18 parceiros institucionais e de divulgação.

Em 2014, os fundadores da Geekie, os paulistas Claudio Sassaki, e Eduardo Bontempo, venceram o Prêmio Empreendedor Social.

A empresa social oferece soluções educacionais personalizadas, com o objetivo de melhorar o desempenho dos estudantes da educação básica e do ensino superior. Já impacta estudantes de mais de 17 mil escolas de todo o Brasil.

Cláudio Sassaki ressalta que o Empreendedor Social foi a premiação de mais visibilidade da qual já participaram.

“Devido à parceria com a Fundação Schwab, as oportunidades romperam fronteiras, chegando a ter exposição e conexões internacionais. E os resultados continuam chegando até hoje”.

Eduardo Bontempo se diz surpreendido com a qualidade da visibilidade que o reconhecimento trouxe ao negócio. “Poder representar o empreendedorismo social brasileiro em um prêmio tão disputado e criterioso impactou positivamente no relacionamento da Geekie com todos os seus públicos: clientes, parceiros, investidores e funcionários”, avalia.

No Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro, os vencedores em 2014 foram três jovens alagoanos: Ronaldo Tenório, Thadeu Luz e Carlos Wanderlan.

Eles desenvolveram o aplicativo Hand Talk, que é voltado à acessibilidade e à inclusão de pessoas com deficiência auditiva. A ferramenta traduz, em tempo real, mensagens do português para Libras (Língua Brasileira de Sinais), auxiliando deficientes auditivos a se comunicarem.

Para Ronaldo Tenório, “o prêmio foi um marco fantástico para a Hand Talk porque, além do aumento da visibilidade de nosso negócio em todo o Brasil, a Folha conseguiu linkar nossa empresa com parceiros importantes para alavancar nosso negócio”, observa. Desde o seu lançamento, em 2013, já foram feitos mais de 250 mil downloads, em todos os estados do Brasil, e mais de 25 milhões de traduções.

Benefícios para finalistas e vencedores 2015

As inscrições da edição 2015 vão até o dia 17 de maio, exclusivamente pelo link. Em seguida, o processo seletivo estende-se até o mês de outubro. E a premiação ocorre entre novembro e dezembro.

Vencedores e finalistas dos Prêmios Empreendedor Social e Folha Empreendedor Social de Futuro terão seus perfis publicados em caderno especial que circula nacionalmente na Folha de S. Paulo, assim como no site da Folha.

Todos receberão um kit com um extenso e completo relatório de avaliação, segundo os exigentes critérios das premiações, além de fotografias e vídeo jornalísticos sobre seu trabalho, para uso livre de divulgação.

Assessoria jurídica e de gestão e bolsas de estudo para cursos, congressos e seminários também fazem parte do pacote de benefícios.

Os finalistas com idade inferior a 40 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Jovens Líderes Globais do Fórum Econômico Mundial serão indicados para o Fórum dos Jovens Líderes Globais.

Todos os que tiverem entre 20 e 30 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Global Shapers do Fórum Econômico Mundial serão indicados para  líderes sociais que ainda estão iniciando sua caminhada também têm a chance de concorrer  ao título de Global Shapers.

No âmbito internacional, o vencedor do Prêmio Empreendedor Social participará, com despesas de transporte e hospedagem pagas, do Fórum Econômico da América Latina de 2016.

Os finalistas do Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro com menos de 40 anos e que atenderem aos critérios estabelecidos pela organização Jovens Líderes Globais do Fórum Econômico Mundial também serão indicados para o Fórum dos Jovens Líderes Globais.

Os que tiverem entre 20 e 30 e que corresponderem aos critérios da organização Global Shapers do Fórum Econômico Mundial serão indicados para receberem o título de Global Shapers.

O grande vencedor receberá bolsas de estudos, consultorias e aceleração de comunicação com o jornalista Gilberto Dimenstein, do Catraca Livre, entre outras oportunidades.

Os vencedores de ambas as premiações serão convidados a integrar a Rede Folha de Empreendedores Socioambientais, um seleto grupo de líderes sociais brasileiros altamente inovadores que interagem constantemente com apoio, fomento e divulgação da Folha de S. Paulo.

Um dos finalistas dos dois prêmios ainda pode concorrer à premiação chamada “Escolha do Leitor”, em que o público vota pela internet no projeto de sua preferência.

 

Leia em mais: http://exame.abril.com.br/pme/noticias/premio-empreendedor-social-recebe-inscricoes-ate-17-de-maio